[Dica de filme] Tudo por um Sonho (Chasing Mavericks)

Fala jogadores, na paz?

Dando uma pausa na série de manifestações e protestos por todo país pra recarregar as baterias e celebrar o dia internacional do Surf (20/06).

O filme de hoje tem imagens fantásticas e, principalmente, mensagens positivas que inspiram qualquer JC que se preze a continuar a luta por seus sonhos por meio de metas e objetivos. Lembrando a importância de professores e da determinação dos “gafanhotos” em alcançar o sucesso em cada nova lição.

Sendo assim, nada melhor que conhecer a história real do jovem Jay Moriarity e de seu tutor Frosty Hesson, retratada no filmaço ‘Tudo Por Um Sonho’ (Chasing Mavericks), lançado em outubro de 2012.

jay

Jay (interpretado por Jonny Weston) era um garoto tranquilo, filho de um militar, vivia com a mãe que tinha problemas com álcool. Mesmo assim, o garoto não se fazia de vítima e, aos nove anos, cuidava da casa sem reclamar.

Nessa época ele já manifestava sua paixão pelo mar com um hábito pouco comum: cronometrar ondas, pra saber de quanto em quanto tempo elas aumentavam e diminuíam…
Logo no início do filme, um dos momentos interessantes ocorre quando ele encontra uma prancha quebrada na garagem e vai até a casa de Frosty (Gerard Butler) conversar com a esposa dele cheio de desenvoltura, no maior estilo Jogador Caro.

Em sua primeira vez na praia com uma prancha, Jay observa de longe todo talento de Frosty. Maravilhado com o que vê, decide encarar as ondas sem ao menos saber o básico do esporte.

Vendo as dificuldades de Jay, um garoto pede para que desista, mas ele responde. “Não posso, só saio depois que conseguir ficar de pé”.

jayekimDepois de ser ignorado quando fala pra Jay que ninguém fica de pé no primeiro dia, o garoto decide dar dicas e o ajuda com as primeiras dropadas, o que resulta em uma grande amizade.

Aos 15 anos Jay Moriarity já era o melhor e mais versátil surfista do pedaço e como um baita Jogador Caro, vivia com um sorrisão no rosto, curtindo a praia com seu amigo, levando na esportiva provocações de invejosos e admirando uma amiga de infância, Kim.

 

Certo dia Jay pega carona escondido no carro de Frosty, que vai até o norte da Califórnia em uma praia pouco conhecida surfar na incrível Mavericks, onde as ondas passam dos 7 metros. Encantando, o garoto que surfar naquele pico de todo jeito.

Frosty reluta em ensiná-lo, mas após conselhos de sua esposa (tá aí a importância de ter uma parceira firmeza do lado, prestem atenção nela) ele decide treinar Jay pra essa grande aventura.

Entre as lições, está a edificação dos quatro pilares de uma sólida estrutura humana: Físico, Mental, Emocional e Espiritual.

Observar também faz parte dos ensinamentos e como disse o mestre Hasson após essa aula.

 “Você tem duas opções: pode levar tudo no peito ou pode observar as leis da natureza. Se você prestar atenção sempre existe um caminho. Tem lógica?”

 “O diabo está nos detalhes de tudo que você observa, hora de subir os pilares da mente, chefia!”.

Boas frases hein???

jay.2

Além de mostrar toda a preparação de Jay pra encarar as ondas grandes, o filme traz os conflitos da adolescência que todo moleque tem e ainda aborda alguns dramas vividos por Frosty. Todo esse lance reflete em nosso autoconhecimento, uma das fortes bases do MDJC!!!

Sem mais delongas por aqui, deixo o trailer e espero que assistam a esse baita filme, que conta a história real do cara que os amigos e a mídia especializada dizem ser o “Anjo que surfava”. E que com certeza foi um Jogador Caro

Abraços e até a próxima ;D

________________________________________________________________________________

netooNeto Crasnojan é de SP, cursa o último ano de Jornalismo e se amarra em estar com os amigos num papo descontraído. Curte futebol, taekwondo, admira o surf e claro, belas garotas!!!

Still quiet here.sas