Parábola: “Da união”

“Um membro de um determinado grupo, sem nenhum aviso deixou de participar.

 

Após algumas semanas, o líder do grupo decidiu visitá-lo. Era uma noite de inverno muito fria, e o líder encontrou o homem em casa sozinho, sentado diante de uma lareira.

Supondo a razão da visita, o homem deu-lhe boas vindas e o convidou para entrar. Sentaram-se os dois em frente a lareira, e permanecerem ali, contemplando a dança das chamas em silêncio.

Após alguns minutos, o líder examinou as brasas e, cuidadosamente, apanhou a mais ardente delas e deixou-a de lado. Então voltou a sentar-se e permaneceu silencioso e imóvel. O anfitrião prestou atenção a tudo, fascinado e quieto.

Então a chama da brasa solitária começou a diminuir, houve um brilho momentâneo e seu fogo apagou. Logo estava fria e morta.

Nenhuma palavra havia sido dita desde o cumprimento inicial. O líder, se preparando para sair, recolheu a brasa fria e solitária e a colocou novamente no meio do fogo. Imediatamente começou a incandescer uma vez mais com o calor e a luz das brasas que a cercavam.

Quando o líder alcançou a porta para sair, o anfitrião disse-lhe:

- Obrigado tanto por sua visita quanto pelo sermão. Estou de volta ao convívio do grupo.”

 

Curto essa parábola pelo fato dela me lembrar que a união faz a força.

Assim como aquele filme, “Na natureza selvagem”, quando o garoto se revolta com a sociedade e vai se descobrir no Alaska… certa hora, em meio a solidão, ele escreve a seguinte frase: felicidade só é verdadeira quando compartilhada.

Compartilhe sua vida!

 

abraço do DON

Comentários antigos

  1. Grande Don, só dica quente.
    Sem palavras.

    Abraço Baron

  2. Muito boa essa parabola Don, valeu por compartilha-la mano!!!
    Eu fico muito de cara Don com suas atitudes, não é sempre q comento (sim, me sinto culpado por isso, sorry, mudarei!) mas qria dizer q aprendo mto com seus posts tanto no puabase, quanto no blog… Pra ser sincero curto mais entrar no seu blog e conferir suas idéias aqui do q lá no forum, kkkkk!!
    Valeu de novo Don, vc é o cara véi! Te admiro!
    Obrigado!!

    • Fala aí Zé Renato!

      Show de bola que você está curtindo o MDJC parceiro…
      Adoro o puabase porque lá foi o lugar onde comecei a escrever meus textos, sem contar que a rapaziada é gente finíssima, todos se dedicam a sua evolução pessoal.
      Mas é aqui mesmo no blog que está meu trabalho/hobbie/paixão.

      Obrigado pelo feed e sinta-se a vontade sempre para comentar os artigos, isso traz mais conhecimento a todos.
      Até mais!

  3. Áah Don, sei lá cara! A parábola é legal, mas pra mim, isso de “a união faz a força”, “não se vive sozinho”, e até esse ultimo exemplo que deu do menino revoltado com a sociedade e depois viu que “precisa de terceiros”, são em minha concepção, pontos discutíveis.

    Cada um tem sua forma de ver a “amizade”, o “companheirismo”, “trabalho em grupo” e essa de “não se vive sozinho” (e de forma alguma se revoltando, apenas abrindo os olhos para essa situação) mas vivemos em um mundo egoísta, onde as relações sociais são estabelecidas a base de interesse, no que o outro tem a oferecer! Acho que essa de “precisamos do próximo”, “não pode ser solitário” e outros pensamentos da mesma especie são falacias.

    No mais, para debater e chegar a uma conclusão sobre tal assunto precisaria de um maior amadurecimento de minha parte, ainda falo de forma ingenua sobre esse assunto, talvez por falta de experiencias próprias.

    Mas e ai Don Conejo, o que acha? Poderia dar sua importantíssima opinião, mesmo que seja de forma brave e resumida. Antes de qualquer outro, esse seria um tema que gostaria de ouvir sua opinião.

    Acha mesmo que precisamos e podemos confiar inteiramente no próximo, e seria um erro preferir uma vida digamos, mais solitária, para pensar somente em sua própria evolução?

    • Tudo que apresento aqui no MDJC é discutível Augusto!!
      São pontos de vista que podem ser ampliados com a participação de leitores como você, esse é um dos objetivos do blog.

      É verdade que quase todas as pessoas vivem a base de interesse.
      Até mesmo quando fazemos o bem sem querer nada em troca, há o interesse de sentir-se bem consigo mesmo tento tal atitude.

      -Agora imagine que aprendi a editar vídeos apenas assistindo à tutoriais no youtube. Se tais sujeitos não tivessem um senso de união, de ajudar, isso seria impossível.
      -Por vezes a bateria do meu carro arriou. Se não fossem bons samaritanos me ajudar a empurrar, eu teria problemas.
      -Rir sozinho é gostoso, mas rir com alguém é muito melhor.
      -Uma família unida lida mais facilmente com problemas do que uma desunida.
      -O canto das torcidas só é ouvido porque gritam juntos.
      -A união do povo fez o impeachment do ex-presidente Collor.

      Não se trata de “confiar inteiramente no próximo”, mas perceber a força de princípios como altruísmo (agir sem querer nada em troca) ou de ter laços com alguém, agir em conjunto.
      Mas todos somos livres para viver como quisermos. Se preferir ser um cara solitário que busca pela paz e serenidade, quem dirá que isso é errado?
      Apenas acredito que se todos pensassem assim a sociedade não iria para frente, não se desenvolveria.

      abraço!